Porque nem só de cartas vive o Homem…VIII – Filipa a Triste

sapeurs9Toda a gente achava que Filipa era uma pessoa triste. Por várias vezes lhe haviam perguntado:
– Porque está sempre com essa cara de tristeza?
Filipa respondia sempre o mesmo – É a minha cara, não tenho outra!
Passado algum tempo as pessoas achavam que Filipa não era triste, mas amargurada, e passaram a perguntar-lhe: – Que raiva é essa que trazes no coração?
Filipa farta de perguntas começou a responder: – No meu passado existem episódios que me deixaram assim.
Esta resposta satisfazia toda a gente, depois de um olhar complacente e uma palmada nas costas seguia-se sempre um -Deixa lá o tempo cura tudo ou Se precisares de falar sobre isso…
Ninguém sabia que Filipa não era nem amargurada nem triste, era apenas assim, uma pessoa que não precisava de sorrir para estar feliz, na verdade Filipa era feliz sozinha, e isso parecia incomodar todos à sua volta.
Embora gostasse de estar só, no seu espaço, entretida com os seus próprios pensamentos, por vezes Filipa pensava como seria encontrar alguém com quem pudesse partilhar esta solidão. Rapidamente estes pensamento passavam e Filipa volta a escutar a preocupação alheia de quem não concebe a vida humana solitária, e secretamente, na sua mente, vai continuar a mandá-los para …. um qualquer sítio.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s